sábado, 13 de agosto de 2016





São Bento da Porta Aberta é um  santuário  cristão português, localizado na freguesia de Rio Caldo, em  Terras de Bouro. Teve a sua origem em 1615, com a construção de uma pequena ermida. O atual santuário é do final do século XIX. Iniciou-se a sua reconstrução em 1880 e concluiu-se em 1895. Caracteriza-se pelos painéis de azulejos da capela-mor, que retratam a vida de S. Bento, assim como pelo retábulo de talha dourada.
A designação de São Bento da Porta Aberta deve-se ao facto de a ermida ter sempre as suas portas abertas, servindo de abrigo aos viajantes.

O elevado número de peregrinos levou à construção de novas instalações perto do primitivo santuário, cujas obras foram concluídas em 2002, de que faz parte uma enfermaria para atendimento de peregrinos, com 14 camas.

Em 2013 para receber a classificação de Basílica foi realizada a requalificação da capela mor ao nível do ambão, melhoramentos na iluminação e delimitação.

Recebe anualmente 2,5 milhões de peregrinos.

O santuário foi elevado a basílica pelo Papa Francisco a 21 de março de 2015 em comemoração dos seus 400 anos de existência.

Santuário maravilhoso com uma vista deslumbrante.

Ficam aqui algumas fotos.

 
 
 
 
 




































 


 



 
 













quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Estação Aeroporto




Aeroporto é uma estação do Metro de Lisboa. Situa-se no concelho de Lisboa, servindo de terminal da Linha Vermelha. Foi inaugurada a 17 de julho de 2012 em conjunto com as estações Moscavide e Encarnação, no âmbito da expansão desta linha ao Aeroporto da Portela.

Esta estação está localizada junto ao edifício das chegadas do Aeroporto da Portela, possibilitando o acesso ao mesmo. O projecto arquitetónico é da autoria do arquitecto Leopoldo de Almeida Rosa e as intervenções plásticas do artista plástico António. À semelhança das mais recentes estações do Metro de Lisboa, está equipada para poder servir passageiros com deficiências motoras; vários elevadores e escadas rolantes facilitam o acesso ao cais.

O viajante do metropolitano de Lisboa, sendo mais provável que tenha nacionalidade portuguesa, sai na estação do Aeroporto da Portela e é surpreendido pelas caricaturas gigantes, a preto-e-branco sobre as paredes do cais, de quatro figuras políticas que ele bem conhece da recente história do seu país, cada uma delas de corpo inteiro, sentada numa cadeira de estilo clássico.

O viajante de avião acabado de aterrar na capital, com grandes hipóteses de ser estrangeiro, desce ao comboio subterrâneo e fica do mesmo modo surpreendido, no amplo corredor de acesso à estação, pela distribuição, ao longo das paredes, de quase duas outras dezenas de caricaturas de personagens para ele desconhecidas — com a excepção, talvez, de Fernando Pessoa —, mas que adivinha, pela forte individualização fisionómica de cada uma delas, representarem gente viva, seja no passado ou no presente.
[…]

Aqui ficam fotos de algumas dessas caricaturas.
 





 
 

 
 

 
 




                                                                    Álvaro Cunhal

                                                    Raul Solnado                           João Villaret



 
 


 
Eusébio
                  

                                                                                                        
 
Amália Rodrigues


 




 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mouraria

A Mouraria é um dos mais tradicionais bairros da cidade de Lisboa, que deve o seu nome ao facto de D. Afonso Henriques, após a conquista de Lisboa, ter confinado uma zona da cidade para os muçulmanos. Foi neste bairro que permaneceram os mouros após a Reconquista Cristã. Por sua vez, os judeus foram confinados aos bairros do Castelo.
A dolência e a melancolia dos seus cânticos estão na origem do Fado. Nasceu na Rua do Capelão, junto ao Beco dos Três Engenhos, Maria Severa Onofriana, primeira fadista portuguesa e expressão máxima do fado à época.  Na casa em frente, nasceu já no século XX, aquele que foi considerado o "rei do fado da Mouraria", Fernando Maurício. A Rua do Capelão faz hoje parte da iconografia do Fado.



                                             Capelinha de Nª Srª da Saúde


                                             Centro Comercial da Mouraria

 








                                                          Largo da Severa






 
 








 
O Tributo é uma selecção de retratos de pessoas com mais de 70 anos de idade que vivem no Beco das Farinhas que se encontra todo ele com retratos de moradores, alguns já falecidos, mas segundo me disseram quase todos ainda vivem neste local.
É uma homenagem da artista que diz "quando me mudei para a Mouraria,  fiquei impressionada com a generosidade e o espírito dos idosos que vivem aqui".
 
 
 



 
 
Atelier de Camilla Watson
 



Frente ao Atelier tem estes adereços, onde se encontram livros e com a indicação, em inglês, de Mini Livraria. Muito engraçada esta ideia!

 
Largo dos Trigueiros

                                              Fados na Mouraria, aos fins de semana.



 

 
Palácio do Sec. XVI